Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Comunicados

26 de Julho

Frum Cabinds para o Dilogo - Assina: Macrio Romo Lembe

COMUNICADO

FORUM CABINDS PARA O DILOGO

F. C. D.

NOTA DE IMPRENSA 002

A aco do Frum Cabinds para o Dilogo (FCD), no quadro da responsabilidade que lhe fora confiada na sua instituio em Helvoirt, algumas vezes avaliada diferentemente por certos segmentos da Sociedade Cabindesa que por motivos simplesmente enigmticos, fazem declaraes na imprensa que desvirtuam e ofendem a verdade.Preocupado com essa desinformao que incorre ao gravssimo perigo de falsificao dos factos em detrimento das geraes vindouras que se viro embaraadas em destrinar a verdade histrica sobre o Processo da Pacificao de Cabinda, o Porta Voz do Frum Cabinds para o Dilogo, esclarece:

1. O Frum Cabinds para o Dilogo, foi institudo na Holanda, em Helvoirt, em Agosto de 2004, numa Conferncia Inter-Cabindesa.

2. Foram convidados a participar na Conferncia os ento nicos dois Movimentos poltico-militares de Cabinda, a FLEC-Plataforma (ex. Renovada) e a FLEC-FAC, que se fundiram num s Movimento a FLEC, contando com a presena de representantes das Igrejas (Catlica e Protestante) e da Sociedade Civil Cabindesa, composta por membros do interior e da dispora, que testemunharam o evento histrico.

3. A Conferncia foi patrocinada pelo KREDDHA (Conselho Internacional de Paz para Estados, Povos e Minorias tnicas), uma ONG da Holanda com o financiamento do Estado Holands.

4. Os participantes confiaram ao FCD a responsabilidade de:

a- Preparar previamente as negociaes;

b- Entabular contactos exploratrios com o Governo de Angola;

c- Negociar com o Governo de Angola o fim do conflito e a pacificao de Cabinda.

5. As disposies descritas nas alneas anteriores legitimam a actuao do FCD e os compromissos que assume perante o Governo de Angola e da Comunidade Internacional, em benefcio do Povo de Cabinda.

6. O Porta-Voz do FCD esclarece ainda Opinio Pblica Nacional e Internacional o seguinte:

a- Nenhuma Instituio ou Organizao Cabindesa pode reivindicar a autoria do FCD como pretendem alguns segmentos da Sociedade Cabindesa.

b- O FCD no excluiu e nem excluir algum do seu seio e nem condicionar a sua marcha verborreia gratuita, e muito menos forar a participao, no seu seio, daqueles que por motivos indecifrveis proferem discursos que incitam a guerra, dio e violncia.

c- O FCD continuar com o processo de pacificao de Cabinda porque cr ser este o real interesse dos Cabindas, da Regio, da frica e do Mundo dos quais tem recebido apoios e encorajamentos.

7. O FCD alerta a todos os comandantes, oficiais e praas das foras da Resistncia e a populao de Cabinda que chegou a hora da verdade e da paz, convidando todos a participarem nos esforos tendentes a criar uma sociedade digna onde reina Paz, Justia Social, Liberdade e Democracia.

Feito em Cabinda aos 26 de Julho de 2006.

O Porta-voz do FCD

Macrio Romo Lembe

(c) PNN Portuguese News Network

2006-07-26 17:54:57

MAIS ARTIGOS...
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Nzita Henriques Tiago
  FLEC - Assina: António Luís Lopes
  FCD - Assina: André Kuango
  FLEC - Assina: Martinho Lubango
  FLEC - Assina: Henriques Tiago Nzita
  FLEC - Assina: Isaïas Abdengo Mabiala e Antoine Nzita Mbemba
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Joel Batila
  COMUNICADO / NECROLOGIA
  Assina: Raul Danda
  Conferência de Agostinho Chicaia

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais