Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Comunicados

05 de Setembro de 2006

Chefe de Estado Maior da FLEC - Assina Estanislau Miguel Boma

COMUNICADO

FRENTE DE LIBERTAO DO ENCLAVE DE CABINDA
F.L.E.C.
FORAS ARMADAS CABINDESAS UNIFICADAS
F.A.C.


ESTADO MAIOR GERAL
GABINETE DO CHEFE DO ESTADO MAIOR

COMUNICADO

Reunido de 3 a 4 de Setembro de 2006 para analisar a situao actual no territrio de Cabinda, o Estado Maior Operacional das FAC Unificadas leva ao conhecimento da opinio pblica internacional, angolana e cabindesa que,

Considerando que Antnio Bento Bembe foi excludo do Frum Cabinds para o Dilogo (FCD) desde 5 de Fevereiro de 2006, todos os acordos negociados e assinados com este grupelho que encabea sero da responsabilidade dos seus signatrios e no da FLEC, do Povo de Cabinda e dos seus legtimos representantes, reunidos em torno do Presidente N`Zita Henriques Tiago.

Considerando que Antnio Bento Bembe no possuir qualquer legitimidade para engajar o Povo de Cabinda e hipotecar o seu futuro,

1 - O Estado Maior das FAC Unificadas condena o Memorando de Entendimento assinado em Namibe, entre membros do MPLA no governo de Luanda e Antnio Bento Bembe que se obstina em falar em nome do FCD.

2 - Desmente a existncia de bases da FLEC nos pases vizinhos e afirma que desde 1976 todas as estruturas das FAC funcionam no interior do territrio de Cabinda de onde resistem contra todas as agresses das Foras Armadas Angolanas. As acusaes contra os pases vizinhos feitas recentemente pelo General Nunda so uma propaganda barata que visa distrair a opinio internacional e buscar argumentos de maior ingerncia nos assuntos internos de outros pases quando no sabem encontrar solues duradoiras para os seus prprios problemas.

3 - Afirma no haver qualquer contacto directo ou indirecto com o governo do MPLA nem com o grupelho de Bento Bembe. Os responsveis das FAC-Unificadas lutam pela autodeterminao do Povo de Cabinda e no por uma acomodao com patentes aliciadoras negociadas pela traio das aspiraes do Povo de Cabinda pelo qual lutamos libertar.

4 - Condena as manobras orquestradas pelo MPLA com o objectivo de dividir os cabindas preparando assim a ecloso de uma Guerra civil no territrio Cabinda para perpetuar a sua dominao e represso.

5 - Reafirma que s um verdadeiro dilogo franco, aberto e transparente, entre a parte angolana e os dirigentes legtimos da FLEC, da sociedade civil e Igrejas, poder trazer a paz verdadeira a Cabinda, paz to esperada pelo seu povo.

Feito em Cabinda aos 5 de Setembro de 2006.

Estanislau Miguel Boma
Chefe do Estado Maior Operacional

(c) PNN Portuguese News Network

2006-09-05 17:56:23

MAIS ARTIGOS...
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Nzita Henriques Tiago
  FLEC - Assina: António Luís Lopes
  FCD - Assina: André Kuango
  FLEC - Assina: Martinho Lubango
  FLEC - Assina: Henriques Tiago Nzita
  FLEC - Assina: Isaïas Abdengo Mabiala e Antoine Nzita Mbemba
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Joel Batila
  COMUNICADO / NECROLOGIA
  Assina: Raul Danda
  Conferência de Agostinho Chicaia

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais