Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Comunicados

09 de Maio de 2008

FLEC - Assina: Henriques Tiago Nzita

Henriques Tiago NZITA, LIDER INDEPENDNTISTA CABINDES DA FLEC DESEJA BOA SORTE AOS PACIFISTAS DE CABINDA

O Governo Provisrio de Cabinda pede aos seja que diz lderes dos Partidos Polticos Pacficos Cabindeses de dar ao Governo provisrio de Cabinda, o Calendrio que o Governo Angolano deu-lhes que fixa:

-1: As datas de negociaes em redor de uma mesa;

-2: A evacuao dos bandos angolanos de ocupao de todo o territrio do Cabinda;

-3: Discutir da modalidade dos acordos de coexistncia pacficos que poderiam ser assinados entre as autoridades angolanas por um lado e as autoridades Cabindesas por outro lado.

Os lderes da Frente de Liberao do Estado de Cabinda (FLEC-Estado) actual, fundador da FLEC em 1963 assinaram repetidamente os acordos de cessar o fogo por exemplo:

-1: em Safica no territrio de Cabinda sob os auspcios das autoridades cubanos e da delegao Cabindesa que era conduzido pelo Sr. Arthur TCHIBASSA ento membro da FLEC-FAC;

-2: em Libreville no Gabo sob os auspcios do presidente gabons sua excelncia El Hadj Oumar BONGO ONDIMBA;

-3: E vrios encontra teve lugar em Paris entre as delegaes angolanas conduzidas pelo ex ministro do interior angolano Pitra Petroff, composto do Deputado LANVU Normando, Joo Baptista LUVIAVANU, Norberto DOS SANTOS Kwata Kanawa e outras grandes personalidades angolanas.

E o ltimo encontro, a delegao Cabindesa da FLEC/FAC era convidados em Brazzaville (Congo-Brazza) pelas autoridades angolanas por iniciativa do Sr. Pitra Petroff, ento ministro do interior de Angola. A delegao Cabindesa era composta: Dr. Jol BATILA, Antoine NZITA MBEMBA principalmente, e as despesas de deslocao Paris-Brazzaville-Paris eram pagadas pelo Sr. Pitra Petroff, ento ministro do interior de Angola.

Apesar qualquer esta boa vontade de flexibilidade, tolerncia, sensibilidade e sobretudo da vontade e determinao poltica do Governo provisrio de Cabinda de resolver de maneira positiva este longo conflito (32 anos), as autoridades angolanas tem sempre usar sabotagem para dar a prioridade aos Assassinatos do povo pacfico de Cabinda.

Ento temos a precisar aos Cabindeses lacaios das autoridades angolanas que o povo de Cabinda um povo soberano, ele vai lutar para liberar-se da escravatura dos angolanos e a ocupao de todas as foras, degradando que tendem a usurpar a sua identidade e a sua soberania, por conseguinte as autoridades do Governo Provisrio de Cabinda continuam disponveis para as negociaes pacficas com as autoridades angolanas em redor de uma mesa na presena dos observadores da O.N.U, UA e UE.

Excepto este quadro, a luta armada que nos imposta pelos invasores angolanos continuar!

E todos os pretendentes pacifistas tm apenas de retornar em Angola, e devem abster-se doravante de utilizar abusivamente a palavra FLEC e devem utilizar um outro.

Viva o ex Congo francs! Viva o ex Congo Belga! Viva o ex Congo Portugus!

Henriques Tiago Nzita

Presidente Fundador da Frente de Liberao do Estado de Cabinda (FLEC-Estado) de 1963,
Chefe supremo das Foras Armadas Cabindesas Unificadas (FACU),
Chefe do Governo Provisrio de Cabinda.

(c) PNN Portuguese News Network

2008-05-12 03:56:49

MAIS ARTIGOS...
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Nzita Henriques Tiago
  FLEC - Assina: António Luís Lopes
  FCD - Assina: André Kuango
  FLEC - Assina: Martinho Lubango
  FLEC - Assina: Isaïas Abdengo Mabiala e Antoine Nzita Mbemba
  Associação Tratado de Simulambuco
  FLEC - Assina: Joel Batila
  COMUNICADO / NECROLOGIA
  Assina: Raul Danda
  Conferência de Agostinho Chicaia
  FLEC - Assina: Nzita Henriques Tiago

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


Comentrios
  
Fef  2012-08-08 11:56:15
Sendo un Cabindes, vou tirar ateno a dos lider Cabindes e pedir a todos de utilisaremos boas reformas para puderemos confrontar o inimigo que oucupa o nosso teritorio de CABINDA. Sabemos todos que o guverno do MPLA continua a manipular, a criar meios de corupo atravez os representantes da FLEC.Por tanto necessario de nos unire para obter uma fora multinacional, para puder combater un putente MPLA. Por tanto vamos parar com as corupes, diflamaes, e traizo. Viva cabinda unida!!! abacha os esploradores, os imperialistas,os coruptos e iresponsaveis....

Manata Ntima  2012-04-10 13:54:19
Senhor deixa os que querem libertar o povo cansado para trabalharem sr Nzita porque o povo de cabinda ja descubriu que voce e capanga de Edaurdo dos sSantos

Manata Ntima  2012-04-10 13:49:22
Sr. Nzita, muito tenho esperado encontrar uma oportunidade para dialogar com o senhor. Fui um atentico admrador seu, mas ultimamente estou um tanto confuso com certas posturas suas. Por exemplo, o senhor manda teu filho a luanda constantemente para buscar dinheiro no Ze Eduardo, o Sr. manda Alexandre tati e Estanislau Boma para negociar e depois desmente que nada tinhas haver com a deslocaao deles, efim mais tantas outras barafundas que o sr tem cometido. Com isso julgo que o sr esta apenas para atrapalhar em vez de trabalhar para a liberdade do povo de Cabinda. Um dos teus filhos e diplomata do governo de angola e ainda teu conselheiro, o que que se passa afinal? Voce esta de que lado afinal? Os cabindas confiaram tanto em ti, mas o teu rabinho esta sendo descoberto. E tempo de renunciares a liderana da FLEC e deixar para os que teem vontade de trabalhar para a independencia de Cabinda, como o Batila e o Massanga, para alem do Buela. desista Sr. porque voce e um instrumento de Eduardo dos Santos para escravizar cada vez mais os cabindas

Gaspar Pucuta  2011-10-11 22:03:38
Desejo vos agradecervos todos que estao apensar sobre este povo que anda perdido a muito tempo.Eu so filho de cabinda de 31 anos sem pai a nossa mae ja e velha,tenho muita coisa para vos dizer todos que estao ai no exilo.Nos tambem o povo em geral de cabinda estamos disposto para que um dia cabinda seja libertado, entao o problema que nos estamos haver que os Leaderes de Cabinda nao quero formar os quadros, como seras quando voces todos ficarao velhos ou morrer? Por favor de mi expresar nesta maneira e isso que nos estamos haver.Nos estamos dispostos disso.Neste momento que estou a falar apartir do Zimbabwe nao tenho meios para ir em qualquer lugar por falta da juda.O nosso problema de Cabinda voces que estao ai deve fazer todos meios posivel de entrar em contacto com os nossos vizinhos dos dois Congo para nos ajudar porque sem estarmos juntoscom eles serra sempre dificil com nosco.Eu sei muitissimo bem que a razao vale mais que a forca,mas devemos se preocupar com o tempo.SUSU DUNGALALA IYAU BA LIA KA CHIBALA. Veja so muitos militares que estava nas matas agora estao a sair como podemos dizer isso? Por favor os Leadares de Cabinda facam um bom politico para segurir a nossa revolucao ate ao fim da nossa vitoria. Numa aldeia se nao tem jovens e totalmente morte por quando ha um problena quais que vao ir primeiros para socorer? MUITO OBRIGADO,CBINDA NO CORACAO.

cafeina2011@hotmail.fr  2011-09-04 12:23:34
quero saber mais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

chuvero  2011-08-21 11:41:04
ests maluco vs morrer nas matas, e ai acaba a sua velhice loca.

macongo di ngoio.  2011-04-09 16:11:19
O porque que o Sr, Nzita Tiago eis Vice presidente da F.L.E.C, nunca reconheceu e falou do trabalho que o seu eis presidente fundador da F.L.E.C, o defunto Luis ranque Franque que tqnto sofreu e batalhou para o povo de Cabinda. A faltaa de reconhecimento poe em causa muitas coisas, Quem nao sabe da historia do inicio...?
Deus sempre foi e sera justo para sempre.

Falamos mais de reconciliar as partes e nao afastar outros, o Lider nao cria divisoes.
Macongo.


PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais