Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Poltica

Lder do PND

Manuel Monteiro lamenta silncio sobre Cabinda no parlamento portugus

Lisboa - Manuel Monteiro considera as represlias contra quem pensa de forma em diferente em Cabinda uma atitude que deve merecer inequvoca condenao das autoridades portuguesas.

Atravs de um correio electrnico pessoal dirigido imprensa o presidente do Partido Nova Democracia (PND), Manuel Monteiro, defende que a priso do padre Raul Tati, ex-vigrio geral de Cabinda, um profundo equvoco ou uma demonstrao de fora desajustada, perante um homem cuja aco se tem pautado pela defesa dos direitos humanos.

Manuel Monteiro considera tambm que aproveitar um acto condenvel, como aquele que vitimou cidados da seleco de futebol da Repblica do Togo, para exercer represlias contra quem pensa de forma diferente, e nenhuma ligao tem com esse acto, uma atitude que deve merecer inequvoca condenao das autoridades portuguesas e sublinha que pretender silenciar, ou at eliminar, quem exerce direitos consagrados na Carta das Naes Unidas um exerccio de desrespeito total pelos valores da liberdade de expresso.

Nenhum Estado por muito forte e poderoso que se considere pode atentar contra as mais elementares regras das normas internacionais, se quiser ganhar o respeito dos Povos e a considerao das geraes vindouras escreveu o lder do PND. Diante esta arbitrria priso estranho que nenhum partido poltico portugus, com representao parlamentar, tenha at ao momento tomado uma posio pblica de condenao. As amplas ligaes econmicas e financeiras entre Portugal e Angola, no podem ser libi, sequer justificao, para que nada seja dito, para que nada seja perguntado, sublinha.

Segundo Manuel Mateiro no plano das relaes internacionais reina o primado do cinismo e as consideraes de justo ou injusto dependem das pocas, das circunstncias e at dos interesses materiais, mas h limites que no podem ser ultrapassados. Portugal deve pedir a imediata libertao do Padre Raul Tati. E deve faz-lo em nome daquilo que diz defender e acreditar interna e externamente: o Direito diferena concluiu.

(c) PNN Portuguese News Network

2010-01-18 19:11:57

MAIS ARTIGOS...
  Morreu Nzita Tiago, líder histórico da resistência cabindesa
  Guerrilha em Cabinda anuncia novos ataques no enclave
  Guerrilha cabindesa anuncia retoma da via militar
  Guerrilha cabindesa ataca em Buco Zau
  Emboscada da guerrilha causa a morte de três soldados angolanos
  FLEC pede a Marcelo Rebelo de Sousa para terminar o processo de descolonização portuguesa
  Cabinda: FLEC/FAC exige a libertação de Marcos Mavungo
  Cabinda: Raul Tati e Francisco Luemba libertados
  França: Dois juízes antiterroristas querem a detenção de Rodrigues Mingas
  Cabinda: José Eduardo dos Santos demite e readmite Macário Romão Lembe
  Suíça: Manifestação cabindesa em Berna
  Cabinda: Ataque da resistência amplifica divisões na FLEC

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


Comentrios
  
1  2014-03-29 20:48:46
1

PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais