Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Poltica

Associao criminosa em relao com organizao terrorista

Frana: Dois juzes antiterroristas querem a deteno de Rodrigues Mingas

Paris Rodrigues Mingas, que reivindicara o ataque contra a equipa togolesa em Cabinda, 08 de Janeiro de 2010, est sob controlo judicirio e acusado pelo Ministrio Pblico francs de associao criminosa em relao com organizao terrorista.

A aco contra Rodrigues Mingas foi decidida por dois juzes antiterroristas do Ministrio Publico que solicitaram a deteno imediata do Secretario Geral da FLEC-PM (Frente de Libertao do Enclave de Cabinda Posio Militar).

O ataque em Cabinda de 08 de Janeiro de 2010 contra a delegao togolesa de futebol que participava na Copa Africana das Naes (CAN) ter provocado, oficialmente, trs mortos, entre os quais Stanislas Ocloo, assessor de imprensa, Abalo Amelete, treinador e feriu gravemente o guarda-redes da seleco, Kodjovi Obilal. No mesmo dia, em nome da FLEC-PM, Rodrigues Mingas, de nacionalidade francesa, reivindicou por telefone a partir do Luxemburgo o ataque e ameaou que novas operaes iriam decorrer.

A 17 de Janeiro o Ministrio dos Negcios Estrangeiros francs afirmou, atravs de um comunicado, que o Ministrio da Justia desencadeara uma aco judiciria contra Rodrigues Mingas por apologia ao terrorismo.

Durante vrios meses ambos os Ministrios foram incapazes de informar se estava em curso qualquer aco judicial contra Mingas. No final de Janeiro a vice procuradora do Ministrio Publico, Isabelle Montagne, avanara que o ministrio abrira uma investigao preliminar em seguimento das declaraes de Mingas e acrescentou que tais propsitos so interpretados como um delito de apologia voluntria contra a vida. A procuradora lembrou ainda a polcia judiciria francesa, num prazo de trs meses, deveria convocar Mingas.

Em Agosto de 2010 Rodrigues Mingas participou numa reunio da FLEC em Saint Denis, arredores de Paris, onde, margem do encontro, confirmou que apenas tinha sido interrogado sucintamente pelas autoridades francesas que no deram qualquer seguimento ao assunto. Mingas afirmou tambm que nunca estivera em fuga, como anunciaram alguns rgos de comunicao social, e sublinhou que continuava a trabalhar normalmente nos servios camarrios de Paris.

(c) PNN Portuguese News Network

2010-12-20 15:45:06

MAIS ARTIGOS...
  Morreu Nzita Tiago, líder histórico da resistência cabindesa
  Guerrilha em Cabinda anuncia novos ataques no enclave
  Guerrilha cabindesa anuncia retoma da via militar
  Guerrilha cabindesa ataca em Buco Zau
  Emboscada da guerrilha causa a morte de três soldados angolanos
  FLEC pede a Marcelo Rebelo de Sousa para terminar o processo de descolonização portuguesa
  Cabinda: FLEC/FAC exige a libertação de Marcos Mavungo
  Cabinda: Raul Tati e Francisco Luemba libertados
  Cabinda: José Eduardo dos Santos demite e readmite Macário Romão Lembe
  Suíça: Manifestação cabindesa em Berna
  Cabinda: Ataque da resistência amplifica divisões na FLEC
  Cabinda: FLEC reconhece que a sua luta está numa «situação catastrófica»

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


Comentrios
  
Nduduma  2011-04-12 10:07:27
mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!...........estou farto!.....................

mm  2011-03-15 02:05:14
Filhos de Angola, atraidos pelo dito compatriota Jose E. dos Santos, considerado presidente mais corrupto de Africa, pois sabeis Angolanos que a libertacao do Povo de CABINDA, ele que luta pela sua independencia legal chegar, o ultimo (Cabinda) pode morrer mais os anjos dos ceus glorificarao a nossa libertacao sem tardar. O Portugal um dia ser julgado porque conhece e sabe o massacre do MPLA em Cabinda, pois porque nao sabe assumir as suas responsabilidades de um liber colonizador, talvez porque esta sendo corrompido pela Chevron (Petroleo) do vosso querido Zedu.

Dos Santos colabore na pacificacao da paz e reconciliacao da Republica de Cabinda, porque vs sereis os principais e segundo colonizador de Cabinda. facil intender isto.
Cabindas: Nzita tiago, Melchior tati tanto a sociedade civil de Cabinda, unem-se diz a biblia em Salmos: Quao bom e quao suave que os irmaos vivem em uniao. A unidade sempre venceu, vence e vencer.

Ja nao quero lutar nem participar num combate, vivo mal porque o meu salario......pena dizer.

FORCA CABINDA PORQUE QUANDO TIVEREM A LIBERTACAO SEREI DAS FLEC-CABINDA MESMO MORTE.


Z  2011-01-25 10:23:01
Lamento bastante pelo que acontece em angola,pois muito triste como feita a pultica nesse pas que se fala tanto de progresso, Democracia e desenvolvimento enquanto que tudo isto uma falcidade. Todos so contra os cabindas o que ser que este povo fez para os angolanos e portugueses que preferem ver todos mortos pela fome e misria. No gosto de falar tanto para no dizer que sou poltico. O reverendo posto em cabinda no tem capacidade para reunir a igreja e uni-la, ento ele trabalha para Deus ou para os homens.

No h pedra que permanece sobre pedra.NUANA AI KIATA BELMA


Ivula  2010-12-29 11:19:14
Esse gajo mentiroso!

Mavamba Pascoal  2010-12-22 08:57:45
Nao quero criticar ou parecer a favor de uns, mas eu acho que em todo esse assunto existe um ponto referencia, levando em considera que a politica e a arte do bem governar e convencer o povo por meio da diplomacai, e digo que este ataque do togo parece-me ser um meio utilizado por partidos politicos que prefiro nao sitar, pra manchar o nome de cabinda e colocar a culpa em pessoas inocentes, pelo smples facto de eles fazem parte do enclave cabindes...

que a justica seja feita, Dizem que o sr Nzita Tiago xta na franca, porque nao o levam a tribunal a fim de ser investigado? Nao xto em angola mas sei que inocentes xtao preso por causa disso... alias me tinha xkecido que a corda rebenta sempre no lado mais fraco,...

Que a justica seja feita...


Agostinho Neto  2010-12-21 19:23:01
Terrorista deve pagar pelos seus actos. A Justia Francesa no como Angolana, ela durra e acredito que menos tempo, Mingas est nba cadeia.Para situar os estimado amigo punidor do mal, o motorista do autocarro meu amigo, chama-se Quaresma, est vivo, sobreviveu do ataque do dia 8 de Janeiro. Lamentavelmente o Governo de Angola continua a no dar tratamento. Ficou no abandono.

Antunes  2010-12-21 13:00:02
Angola, Portugal, Frana e as companhias petroleiras que exploram em Cabinda, matam mais pessoas (cabindas) do que a Flec. Haja justia.

punidor do mal(dublin irlanda)(luanda cruzeiro)  2010-12-21 02:44:49
mas pq q qd mencionam os 3 mortos q foram vitima nessa ataque nunca mencionam o nome do motorista angolano q dirigia o autocarro,ser que ele era cao sem valor q so mencionam o nome dos togoleses,isso nao est justo.afinal de conta esse processo de investigacao so vai beneficial os familiares dos togoleses e nao do motorista angolano q foi o primeiro a morrer na hora,ja esta houver separacao,v se sejam mas direito com a informacao ao esclarecerem o assunto,falaram de 3 mortos mas so mencionaram nome de 2 mas pk?algum pode me responder isso???

PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais