Links teis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Internacional

No reconhece os critrios usados na qualificao de heris

Renamo no vai participar nas comemoraes do Dia dos Heris Nacionais

Maputo A Renamo no vai participar nas comemoraes do Dia dos Heris Nacionais assinalado a 3 de Fevereiro confirmou PNN o porta-voz do partido, Fernando Mazanga.

O mesmo responsvel do maior partido da oposio moambicano disse que a Renamo no reconhece os critrios usados na atribuio do herosmo em Moambique. Os verdadeiros heris esto a viver na extrema pobreza, tudo porque a Frelimo apodera-se de tudo aquilo que pertence ao povo para beneficiar um grupo gente que intitula-se dono do pas. Esquecem-se de todos os moambicanos que lutaram pela independncia deste pas atravs da arte, msica, dana entre outras aces disse Fernando Mazanga..

Assim, a Renamo sugere que a definio do heri em Moambique seja revista. Com esta medida acredito que vamos encontrar heris da Renamo, da Frelimo, de outros partidos e da sociedade civil. No podemos considerar heris, apenas um grupo de gente que diz ter lutado pela independncia. Logo, no faz sentido para a Renamo participar num acto discriminatrio, disse Fernando Mazanga.

Movimento Democrtico de Moambique, MDM, j confirmou a sua presena nas celebraes do 3 de Fevereiro, alegando que respeita a Constituio da Repblica, apesar das contrariedades cometidas pelo partido no poder. Reconhece, todavia, que necessrio criar uma comisso constituda por acadmicos e sociedade civil para uma reflexo profunda sobre quem deve ser homenageado como heri, quando, como e porqu, sublinhou Ismael Mussa, Secretrio-geral do partido.

Para Ismael Muss a distino do heri no deve apenas basear-se nas pessoas que lutaram pela independncia nacional, mas, em todo aquele que faz algo que dignificou o pas, por exemplo o bom professor, enfermeiro, campons, jornalista entre outros. Muss defendeu que Moambique deve reconhecer as pessoas enquanto vivas para sentirem o mrito que lhes atribudo e perder o hbito de homenagear s aps a morte destes, devendo tambm adoptar novos mtodos de reconhecer os heris.

No se pode gastar dinheiro num pas pobre como Moambique para construir esttuas como forma de homenagear heris, ao invs de investir para infra estruturas pblicas como escolas, hospitais que beneficiam directamente o povo, criticou Muss.

(c) PNN Portuguese News Network

2011-02-01 17:41:28

MAIS ARTIGOS...
  Guiné-Bissau: Democracia africana deve ser encarada como uma oportunidade para o desenvolvimento
  Iémen: 26 mortos em atentado num casamento
  Parlamento grego dá voto de confiança a Tsipras
  Svetlana Alexievich distinguida com o prémio Nobel da Literatura
  Antigo presidente da assembleia-geral da ONU detido por suspeitas de suborno
  Prémio Nobel da Química para Tomas Lindahl, Paul Modrich e Aziz Sancar
  Guiné-Bissau: Presidente não quer Simões Pereira nem os ministros demitidos no novo Governo
  Rapaz de onze anos mata vizinha de oito por causa de um cão
  Guiné-Bissau: Denunciada suposta tentativa de detenção de Domingos Simões Pereira
  Síria: Estado Islâmico explode Arco do Triunfo de Palmyra
  Grécia: Corpos de duas crianças dão à costa na ilha de Kos
  Guiné-Bissau: Carlos Correia entrega a proposta de novo elenco governamental

Comentrios

Nome:

E-mail:

Comentrio:


PROVRBIOS
"Kupdi tmuka ko: Nti ava kamnina."
(Ningum pode arrancar: A rvore (adulta) que j tem razes.)
Outros
Relatrio da Mpalabanda 2005 (pdf)

Relatrio da Mpalabanda 2004 (pdf)

Entrevista de Dom Duarte ao IBINDA.COM
Cartoon
Hospedagem de Sites Low Cost Jornal Digital Luanda Digital Bissau Digital Jornal de São Tomé Timor Leste Cabo VerdeMaputo Digital
Not�cias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais